domingo, 21 de janeiro de 2018

Resultados do que ando a fazer

Boas galera!

Faz um pouco mais de uma semana que comecei um programa (para não chamar dieta) para desintoxicação. Consiste em consumir alguns alimentos e eleimar temporariamente outros durante 4 semanas. Já eliminei cerca de 3kg!!

O primeiro aspecto desta dieta é consumir apenas 3 refeições: pequeno almoço (café da manhã), almoço e jantar, fazendo um jejum intermitente. Claro que se houver fome no intervalo das refeições podemos comer snaks saudáveis, eu como uma peça de fruta e um punhado de frutos secos.

Não podemos comer nada que contenha glúten, laticínios, cerne vermelha, café, refrigerantes, bebidas alcoólicas, açúcar processado.

O pequeno almoço (café da manhã) são batidos de frutas e legumes, em que a base líquida pode ser água, água de coco ou leite vegetal. As frutas que mais utilizo são: romã, framboesa, abacaxi. Os legumes são: beterraba, couve, pepino, aipo. Em alguns coloco sumo de limão. A quantidade do batido chega a ser cerca de um litro.

Ao almoço tenho optado por pratos vegetarianos, pois resolvi seguir este estilo de vida há algum tempo. Tenho tirado partido dos legumes e grãos. Com o tempo vou partilhando as receitas aqui no blog.

Neste momento estou com 95,5kg!

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Passarinho na gaiola

Pela primeira vez na minha vida compreendo o que deve sentir um passarinho preso na gaiola.

Desde segunda-feira tem feito dias lindos e super agradáveis, e eu presa no trabalho. Tinha tanta vontade de andar por aí, de organizar minha casa, de estar mais com o meu marido e com o meu cão, mas passo dias e dias “presa” aqui, sem sequer poder desfrutar de uma boa amizade para que as horas dos dias passem mais depressa.

Desde a hora que entro até a hora que saio, não há tempo nenhum para estar na “cavaqueira”: a contar piadas, a trocar receitas, dietas, falar de exercícios, dos velhos tempos, não. Só há tempo para ser chateada com problemas, com clientes mal-educados, com telefone, com incompetências, com perguntas imbecis. Não aguento mais, chega uma hora que é preciso dar um basta e virar a mesa e essa hora chegou.

Chega de ficar a contar as horas para o final do dia, de ficar a contar os dias para o final de semana, pois quanto mais conto mais depressa me aproximo do dia da minha morte. Sei bem que há pessoas em situações mais ingratas e mais graves, mas não é por isso que eu tenho que me acomodar e deixar a minha vida escapar pelas minhas mãos sem fazer nada. Se não der certo, se eu continuar a vida toda me sentindo como um passarinho, pelos menos vou saber que tentei, que não perdi tempo.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Assédio Moral

Vamos falar sobre o assédio moral que nós gordos andamos a aturar na nossa vida, já chega de achar graça de piadas sobre nós que só nos vai humilhar. Há quem não se sinta incomodado, mas eu cá me sinto, e muito!

A última foi numa confraternização de natal, onde haviam pessoas que eu não tenho menor intimidade e me incomodou bastante quando ouvi à boca cheia alguém (que se habituou a dizer piadas a meu respeito): “se ela andar por cima das mesas vai abanar tudo com esses 183kg!”. Penso que pessoas que têm atitudes destas só podem ser recalcadas com a vida delas, pois eu sou gorda e posso emagrecer, mas quem é feio, não tem solução!

Não me apercebi de mais ninguém se rir da piada, acho que muita gente fingiu que não ouviu de tão ridículo que foi. Mas no dia seguinte, quando cometei no escritório com alguns colegas, uma colega tentou justificar. Já tinha sido até mais gorda do que eu e ela mesma já até fazia piadas com ela própria. Isto para mim é falta de amor próprio.

Se eu ando abana tudo; nos automóveis, vou à frente para ocupar menos espaço atrás; se sobrou comida na mesa, eu como, porque afinal tenho um estômago enorme, e por aí os disparates que temos que lidar no dia a dia.

Eu não aceito e nunca vou aceitar!

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Vamos lá começar!

Para começo de conversa a pesagem correu muito mal, mas eu já estava à espera, com tanta treta que fiz!

Assim, começo o ano de 2017 com o simpático (só que não) 98kg! Bolas!!! Há tanto trabalho para fazer…. Mas vamos lá.

A minha personal trainer estabeleceu como meta perder por volta de 10 a 12 quilos este ano, ela quer uma perda de, no mínimo, 1kg por mês. Acho que é uma meta bastante realista e pouco coerciva.

Eu quero mais! Quero perder 20kg este ano, e é também realista, pois seriam um pouco mais de 1,5 quilos por mês e isso é possível se eu colocar a cabeça no lugar.

Então é isso, vamos começar a contagem regressiva, começa com 98…

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

As boas e velhas Resoluções de Ano Novo

Acho que a resolução de ano novo mais comum na minha vida é emagrecer! Este ano não vai ser diferente, eu não vou desistir nunca de desejar em sentir bem.

Para 2018 eu tenho três grandes resoluções: perder peso, aprender inglês e encontrar um emprego próximo de casa.

Para a primeira, perder peso, já estou a trabalhar em força, tenho um novo plano alimentar e vou continuar com os exercícios físicos. Neste primeiro trimestre do ano não vai ser muito fácil, é inverno e o inverno não é muito incentivador e ainda por cima é o período de mais trabalho no meu atual emprego, o que vai fazer com que eu chegue mais tarde em casa. Penso que a partir do 2º trimestre do ano a minha rotina fique mais fácil.

Sempre tive vontade de aprender inglês, em 2016 andei em uma escola de línguas e melhorei bastante a minha compreensão, mas o método de ensino deles era muito complicado: a professora só falava inglês e isto se tornou um transtorno para mim, se eu não sabia a língua como compreender as regras que ela estava a explicar? Este ano vou tentar um curso online.

Era muito importante, para o sucesso das duas metas acimas, que eu trabalhasse perto de casa, pois o tempo com os transportes é muito valioso e podia ser usado para o exercício físico ou para as aulas de inglês. Em 2016, quando estava a frequentar a escola de línguas, tornou-se bastante cansativo sair do trabalho e ainda ir para escola… eu só podia frequentar a turma das 20h e depois chegava em casa perto das 22h.

No mais, desejo que 2018 me traga bons amigos, saúde e sucesso nos meus projetos.

sábado, 16 de dezembro de 2017

Não é de um nutricionista que eu preciso

Vou fechar o ano de 2017 com a visita de 4 nutricionista e nenhum deles conseguiu me ajudar. Chego à conclusão de que não é de um nutricionista que eu preciso, mas eu sempre soube, eu só insisti porque fiquei com esperança de que conseguissem fazer o "clique" na minha cabeça.

Agora desconfio que preciso de uma psicóloga, mas já até estou a ver o filme: mais uma decepção, entro lá, ela me ouve e é só.

Eu também acho que uma coisa do tipo "vigilantes do peso" seria o ideal, eu não sei ao certo como funciona, mas seria interessante participar de um grupo de apoio, poder falar, ouvir, tipo alcóolicos anónimos. Mas aqui na minha cidade não existe e eu não consigo criar um grupo com as pessoas que eu conheço, as pessoas são tão ocupadas!

Eu até criei um grupo fechado no Facebook e convidei algumas amigas, poucas, mas era só eu que demostrava interesse.... Mas vou tentar de novo.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Wild - Filme recomendado

Por acaso, um dia desses vi um filme que mexeu com o meu coração de tão lindo! O título em inglês é "Wild" e é sobre uma jovem mulher que perde a sua amada mãe e para fazer o luto decide sair em uma caminhada pelos Estados Unidos.

Mas antes de começar a caminhada, ela vive de forma destrutiva, pois perde o interesse pela vida. Faz sexo com qualquer um e usa drogas.

Ao longo da caminhada ela vai se lembrando dos momentos com a mãe que tinha uma espiritualidade linda. A certo momento ela pergunta à mãe como ela pode se sentir tão feliz com a vida que levavam, depois de ter sofrido violência doméstica praticada pelo pai, a mãe dela responde que se não tivesse vivido essa parte da vida dela, não teria tido o maravilhoso presente de ser mãe dela e do irmão...