terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Libertação do açúcar

Para começar já a entrar nos eixos e voltar a perder peso, vou me libertar do vício do açúcar. Eu gosto muito de beber chocolate quente e ainda acrescento dois pacotes de açúcar, isto vai acabar, aliás o chocolate quente está mesmo fora de cogitação, se eu quiser me refugiar em uma bebida quente que seja um chá!

Hoje vou estar em vigilância para barrar a entrada de qualquer alimento que possua açúcar. Sei que este alimento é viciante e deixar de o consumir é uma questão de hábito. Nos primeiros dias vou sentir muita falta, mas depois o meu corpo vai se habituar. Beber muita água vai ajudar, porque sentirei saciedade e não terei vontade de comer doces.

Vamos começar a ficar atentos a este vilão terrível e começar a dizer não para ele?

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Pensamento positivo

Umas das minhas metas a atingir em 2017 é de me rodear de pensamento positivo, fechar a entrada para pensamento negativo, reclamações e insatisfações. A atitude chave para isto é o agradecimento, agradecer a tudo.

Vou me afastar de gente que só sabe reclamar, que só fala de doenças, problemas financeiros, fala mal dos outros, enfim. Se chegar com problema para mim, eu vou ter todo o gosto de ajudar, mas se o problema não tiver solução a pessoa tem que seguir enfrente.

Isto pode até parecer que não tem nada haver com o meu objetivo de emagrecer, mas tem! Uma vida positiva nos ajuda a conseguir tudo o que queremos sem grandes esforços.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Ansiedade

Quando alguém me dizia que sofria de ansiedade, daquele grau que necessita de medicação, eu achava que era fraqueza da pessoa, que este tipo de doença não existe.

 Com o passar dos anos venho me conhecendo melhor e ultimamente descobri que eu sofro de ansiedade e sempre sofri, quando preciso saber de alguma coisa tem que ser no imediato; quando preciso falar sobre algo importante com alguém, também tem que ser no imediato; se alguém disser “preciso falar contigo”, tem falar imediatamente, eu não suporto a espera.

Só tenho notado isso mais acentuado no mundo do trabalho, no dia a dia das tarefas que tenho para fazer, noto o meu nervosismo proveniente da ansiedade. Mas neste mês de dezembro, justamente quando completo 40 anos a coisa tornou-se física de uma maneira que não dá para ignorar. É uma… não sei descrever… dor? Emoção? Nervosismo? Não sei dizer, mas “algo” que sinto constantemente no peito. Outro dia subiu para a garganta e enquanto chorava passou. Eu sei que preciso de um remédio para poder controlar essa coisa, mas eu não quero viver a base de ansiolíticos.

Uma primeira medida que tomarei será aprender a meditar, acredito que há um grande poder nisto e certamente vai me curar desta doença, sim agora acredito que ela existe mesmo. Outra medida seria mudar de emprego, mas ainda vou esperar um pouco até ver o que acontece em 2017, aconteceram muitas coisas aqui em 2016, que contribuíram para o aparecimento da minha doença, pode ser que com os acontecimentos de 2017 ela desapareça.

Quando ao meu maior desejo (emagrecer)? Bem com esta doença já deu para perceber que está muito complicado, já aumentei 10kg e continuo meio perdida. Mas nesta altura do ano não dá para andar a fazer planos imediatos e acabamos por cair no velho cliché: “no novo ano que começa eu vou começar o projecto emagrecer”.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Recomeço nº545455222556655


Mais um recomeço, mais uma tentativa! Aliás, eu nunca vou desistir, está fora de hipótese. Tenho aprendido muitas coisas a cada nova tentativa, tenho me conhecido e tentado ajustar minha personalidade moldando e tentando eliminar os meus defeitos. Até agora o que eu tenho notado é que o meu maior defeito é a falta de determinação. Então como se consegue passar a ser mais determinado? Acho que este tema merece umas boas pesquisas…

Uma coisa que já aprendi, foi que independentemente da nossa forma física, devemos gostar sempre de nós, tal como somos, só aí é que a mudança consegue acontecer. Hoje fui a uma loja comprar umas peças de roupa para começar a definir o meu estilo no inverno. Nesta estação eu costumo me vestir muito mal e daí fica difícil ficar satisfeita com o que o espelho reflecte. O facto de ter adquirido essas peças me faz ter mais vontade de obter os resultados que eu preciso, para ficar cada vez melhor.

Outra coisa que aprendi é que devemos viver um dia de cada vez… se hoje fiz asneiras e comi o que não devia, nada de pânicos! Amanhã é outro dia e amanhã eu posso compensar o mal que aconteceu hoje. O que não dá é para andar a fazer asneiras todos os dias!

O dia de ontem foi dedicado à corrida, pensei “dê por onde der eu vou correr! Chegue à casa à hora que chegar! Hoje tem que ser! E mais, quero obter um resultado satisfatório”, pois bem, corri e me senti realizada.

Quanto à alimentação, já tem algum tempo que tenho andado a pensar em me tornar vegetariana, por questões morais em respeito aos animais. Como eu não posso controlar a minha alimentação, pois conto com a ajuda de uma pessoa para o afazer, tenho que nos finais de semana me organizar e preparar as refeições para a semana, de preferência vegetrianas.

Hoje trouxe a mochila do ginásio para o trabalho e nada me vai atrapalhar.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Isto é sobre como me sinto hoje.

Estou chateada comigo mesma, afinal onde está aquela mulher que em tempos conseguiu bons resultados? Já estou cansada de ver a minha vitória se esvanecer, hoje já estou a usar umas calças que estavam grandes e sem cinto! Olhei umas fotos de 2014 e gostei tanto do que vi! Agora só apetece-me esconder do mundo!

Porque temos este impulso de fazer mal a nós próprios?

Será que é hoje que eu acordo para a vida saudável? Se não, então quando?

Uma coisa é certa: não quero abandonar este blog e um dia ele vai ter os dias de glórias com as minhas postagens positivas para ajudar as pessoas. Acho que mesmo este período mal até pode ajudar as pessoas, porque eu vou encontrar o caminho e o vou partilhar aqui.

terça-feira, 31 de maio de 2016

Desafio 30 dias - Final


Eu bem que tentei, mas falhei mais uma vez… este blog já não começa a fazer sentido, com tantos falhanços. No entanto, isto faz parte da vida, há muita gente que tenta, tenta e falha, um dia lá acerta, como aconteceu comigo uma vez.

Mas eu realmente não quero desistir e a tentativa que fiz durante esses 30 dias serviram para dar alguma foraça, pois mesmo quando falhamos há sempre algum aprendizado e eu compreendi que para obter resultados devo:

. Comer de 3 em 3 horas para evitar ficar com fome;

. Comer alimentos saudáveis pobres em gordura saturada e açúcar;

. Não contar nada a ninguém;

. Fazer exercício físico, mesmo que seja uma pequena corrida de 1,5km;

. Meditar;

. Andar sem dinheiro para conseguir resistir às tentações.

Já terminei de ler o livro sobre a Dieta do Metabolismo Rápido e agora preciso me organizar para tentar seguir as dicas da nutricionista, para já sei que devo evitar os itens abaixo para não sobrecarregar os meus órgãos:

. Bebidas alcoólicas;

. Café;

. Soja, trigo e milho (ela diz que hoje em dia são alimentos muito modificados para se tornarem resistentes)

. Sumos de furta (é preferível comer a fruta);

. Adoçantes artificiais;

Nada de tristezas, vou levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima, mais uma vez!

Começo essa nova fase pesando 87,700kg.