domingo, 3 de setembro de 2017

A preguiça é um grande vilão

Este fim-de-semana fui atacada por uma onda de preguiça e não fiz os pratos que pretendia para a semana, o planeamento é fundamental para uma perda de peso eficaz, sobretudo para pessoas, como eu, que trabalham fora.

Mas, em um último suspiro de força de vontade, me levantei do sofá e fiz uma quiche de legumes e granola. Já não foi tão mal...

Granola
A granola que fiz foi bem simples, juntei o que havia em casa sem estresse: castanha de caju partida, amêndoas partidas, sementes de abóbora, linhaça, sementes de sésamo, coco ralado, mel e canela. Mistura tudo e espalha numa assadeira de ir ao forno forrada com papel manteiga.

Pode ser consumido no iogurte ou no leite.

sábado, 2 de setembro de 2017

Material de aopio

Já tem algum tempo que eu encomendei uma agenda especial para servir de apoio para o meu projeto de perda de peso, andei a pesquisar pela net e não havia nada que respondesse às minhas necessidades.

Conheço uma designer maravilhosa que chama Marta Fernandes e que tem uma trabalho maravilhoso chamado The Power Baby, visitem o site aqui e ficarão a conhecer os trabalhos dela.



A agenda que ela me fez se tornou minha companheira de toda a hora e ficou tão linda que até tenho pena de escrever com caneta, uso lápis para que a minha letra não estrague visualmente a agenda! :)))


Hoje, sábado é dia de me reorganizar e pesquisar uma dieta funcional para mim, pois ontem foi dia de avaliação (pesagem) e os resultados não foram bons, durante um mês não houve qualquer alteração. Em conversa, eu e a personal, chegamos à conclusão de eu estava a fazer uma alimentação errada: as furtas que como são só banana, manga e melancia, não é que eu não possa consumir estas frutas, mas não com o exagero que estava a fazer. Este foi só um exemplo dos pontos de que detectamos errados.

Assim, vou virar as páginas da agenda, apagar o que estiver errado e recomeçar com um novo plano, logo que ele esteja pronto eu partilho aqui.


quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Hoje é dia...

Hoje é dia de avaliação: pesagem e resultados das medidas do corpo.

Tenha plena consciência que não ouve grande mudança, mas entrei em modo de despreocupação para não ativar a ansiedade. Já mandei para o universo o que quero e agora é só relaxar. Amanhã trago as notícias!

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Renovar a auto estima

Eu sempre tive o meu guarda-roupa muito desorganizado, não havia ordem em nada, às vezes até deixava de usar determinadas peças porque ficavam perdidas no meio da bagunça. Hoje sei que isto acontecia porque eu não me sentia bem com a minha roupa, uma vez que não estava a me sentir bem com o meu corpo.

Entretanto, comecei a emagrecer e me sentia renovada, percebi que tinha que me livrar de algumas peças. Comecei por ler o livro sobre organização da Mari Kondo, fantástico! Recomendo. Doei cerca de 15 sacos de roupas! O meu guarda-roupa e gavetas ficaram maravilhosos, tudo ficou à vista e durou organizado por algum tempo.

Comei a engordar e, naturalmente, as roupas deixaram de caber em mim… resultado: voltou a bagunça. Eu tirava de lá as pescas e tentava usar, como não ficavam bem ou nem sequer entravam, com a frustração eu as atirava de volta. Deixei de ter prazer em abrir aquele guarda-roupa, deixei de ter prazer em vê-lo organizado, mas tenho andado a pensar que essa situação não pode ficar assim, tenho que voltar a organizá-lo.

Fui verificar o meu e-mail e vi que tinha recebido um e-mail de promoção do site da MANGO, que tem uma colecção plus size que se chama VIOLETA. Adorei as peças da nova colecção Outono/inverno e pensei que eu preciso restaurar a minha auto estima. Aquela colecção me deu uma força! Vou organizar o guarda-roupa, separando uma prateleira para as roupas que ainda não cabem em mim e vou tentar me vestir conforme a colecção. Vejam e me digam se não está linda!

http://shop.mango.com/iframe.faces;jsessionid=8169F6979F40A8A5FBE1677209807280?utm_content=violeta&utm_medium=email&utm_source=c-imagen-campa%C3%B1a&utm_campaign=E_WSCVAV17&state=violeta_010_PO
Clica na imagem para ir para a página

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Nova semana

Hoje começa mais uma semana e eu estou firme e forte no meu propósito. Durante o fim-de-semana, me desviei um pouco do bom caminho, mas já estou de volta à minha órbita.

Para esta semana tenho feijoada vegetariana, ovos e muita salada para as principais refeições. Quanto aos lanches, também vou de ovos e batidos de kefir com fruta ou iogurte.

No início da semana passada eu estava a pesar 93kg em jejum, ontem me pesei e agora estou com 91kg, viram? Esta a resultar. Aos poucos e sem ansiedades e pressas.

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Alimentar a alma

Já tem algum tempo que tenho andado a tentar melhorar como pessoa nos meus relacionamentos com as pessoas, comigo e com Deus. Parece que não, mas isto também tem reflexo no emagrecimento, pois uma mente mais equilibrada não produz estados de ansiedade e descontrole. Estados de desequilíbrio, no meu caso, me fazem comer mal e descontroladamente.

A melhor maneira de nos relacionarmos bem connosco é entendermos que o nosso corpo funciona como uma máquina perfeita e para funcionar bem, basta que o “combustível” seja saudável. Por tanto, nada de exageros de sal, açúcar, refrigerantes, comidas processadas, exageros, etc. Outra questão a ter em conta é o respeito que devemos ter pelo nosso corpo, devemos tratá-lo como nosso templo, ele é o nosso veículo que nos permite estar neste planeta para cumprirmos com a nossa missão.

Estar em equilíbrio com outras pessoas, também é muito importante para não andarmos por aí chateados e comer tudo e mais alguma coisa! As pessoas são um desafio, sendo que há algumas que até são uma bênção, isto sim: os amigos por exemplo. Mas os desafios existem e temos que saber ultrapassar, por tanto, quando alguém nos irrita, tentamos contar até 10 internamente para acalmar. Não devemos entrar em discussões desnecessárias que só vão estragar o nosso dia e o nosso equilíbrio, pois para estar em equilíbrio não precisamos provar para ninguém que temos razão sobre qualquer coisa, por isso exponha a sua opinião apenas uma vez e não discuta mais, eles que fiquem a falar sozinhos!

Às vezes acontecia de eu estar nervosa com algumas pessoas e isso ser motivo para comer um bolo! Nunca mais faço isso, era o que mais faltava eu dar o poder à qualquer um de fazerem esse mal.

Por isso, tenham em conta isto: respeitem o vosso corpo e tratem bem dele.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

A mente barulhenta

Hoje fui insistentemente perturbada pelos meus pensamentos e só me deixaram em paz quando deixei de os ouvir.

À hora do almoço, fui à rua porque tinha que ir resolver um assunto rápido ao banco, durante o caminho a mente estava numa batalha e só dizia: “vou comer um bolo”, “Talvez seja melhor um sorvete”, “Pode ser um bolo, é só hoje”, “Está decido, vou comer três bolas de sorvete”, “Não, é melhor comer só uma bola”, “Afinal vou comer o bolo e pronto”.

Esta conversa toda estava a me dar em doida! Decidi, à saída do banco, ir à papelaria ver coisas fofas e livros e não dei ouvidos às minhas alucinações, deixei de pensar! A paranóia passou e eu regressei ao trabalho sem ter feito nenhuma porcaria.

Portanto, silencie a sua mente.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Recomeçar sempre e nunca desistir


Feito o desafio dos 21 dias, não perdi grande coisa e nem poderia, porque houve deslizes mais uma vez… Mas isto deixou de me afetar e de me deitar abaixo, sobretudo porque tenho pessoas à minha volta que me vão dando muita força e é graças à essas pessoas que continuo a insistir a ter um estilo de vida saudável. Assim, hoje começa mais um desafio de mais 21 dias de vida saudável.

 Como o dia ontem correu tão bem, hoje me sinto muito feliz e agradecida por estar viva e com possibilidades de melhorar a minha vida, adoro me sentir assim e vou fazer de tudo para manter este sentimento.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

21 dias sem hidratos de carbono

Eu achei muito interessante a dieta Low Carb, no entanto não encontrei nada esclarecedor para os vegetarianos, também me apercebi que é muito parecida com a dieta da proteína que fiz quando consegui perder peso. Decidi experimentar, mas não à risca.

Afixei 21 dias para o arranque porque sinceramente estou cansada das minhas tentativas de reeducação alimentar, acabam por falhar dois ou três dias depois! Parece que, ao saber que ao ter um prazo curto para me “portar bem” faz com que eu tenha alguma paciência e ao mesmo tempo este prazo é suficiente para ver algum resultado e também porque, segundo alguns estudos, existe uma técnica de reprogramação do cérebro que torna em hábito algum comportamento repetido por 21 dias (funciona! Eu que o diga).

É bastante simples, fui às compras e enchi a dispensa com:
- Legumes
- Queijo
- Ovos
- Fiambre vegetariano
- Castanhas

No domingo fui cozinhar as marmitas para a semana e fiz:
- Sopa de abóbora
- Feijoada vegetariana (feijão preto, cogumelos, cenoura)
- Cozinhei duas postas de bacalhau e uma de pescada
- Cozinhei brócolos e couve-flor
- Favas guisadas com legumes e tofu fumado

Apesar de de me ter tornado vegetaria, só por mais algum tempo, voltei a consumir peixe, mas em pouca quantidade até eu conseguir elaborar pratos apetitosos. Quando tenho uma posta de um peixe cozida ou algum peixe grelhado é muito mais fácil comer vegetais e saladas sem ter vontade de comer arroz e farinha de mandioca.

Hoje é o terceiro dia e não senti vontade de cair em tentação e me sinto bastante calma, afinal são só 21 dias. Depois desses 21 dias já terei criado o hábito e já terei perdido algum peso o que vai facilitar a continuação.

quinta-feira, 27 de julho de 2017

O poder do agora para curar a ansiedade


Eu sempre fui ansiosa, mas não era uma questão patológica, era uma ansiedade normal, daquelas do tipo: não conseguia esperar para saber sobre o resultado de alguma acção minha, ou sobre alguma conversa que teria que ter com alguém, etc…

A medida que fui ficando mais velha esta ansiedade foi se agravando e há um ano ficou em um estágio bastante alto, eu já sentia dores no peito, alguma dificuldade em respirar, vontade de chorar e havia dias que sentia a minha garganta apertada. Eu nem queria acreditar, pois achava que este tipo de doença era só para gente fraca e sem muita ocupação, puro preconceito!

De uma maneira casual encontrei no Youtube uns vídeos de um escritor e conferencista alemão chamado Eckhart Tolle e ele falava sobre o poder do agora, o poder de nos mantermos no momento presente e esvaziarmos a nossa mente de pensamentos, grande parte deles inúteis. Para compreender melhor esta teoria eu resolvi comprar o livro e já li a metade, o que já foi o bastante para eu regressar ao meu estado natural, sem a ansiedade como patologia.

Segundo o autor do livro os nossos pensamentos actuam de forma muito significativa na nossa vida influenciado os nossos sentimentos, e muitas vezes causa ansiedade, depressão e tristeza. Ele nos mostra que o passado já foi, não podemos fazer a respeito disto: se foi mal, tiramos lições sobre como agir da próxima vez que acontecer; se foi bom, melhor ainda, mas não quer dizer que devemos ficar presos nestas lembranças, foi bom enquanto durou.

Quanto a mim, por exemplo, eu fiquei durante muito tempo presa à saudade que sinto de uma pessoa que teve um grande impacto na minha vida, que me ajudou a emagrecer. Quando eu emagreci eu vivi momentos na minha vida nunca antes vividos e só quem já foi gordo e conseguiu emagrecer sabe bem do que falo: sentar de maneira mais confortável em bancos e cadeiras em locais públicos; vestir qualquer peça de roupa e se sentir bem; entrar em qualquer loja sem me sentir envergonhada; acompanhar os amigos numa grande caminhada sem ficar para trás; poder usar saltos altos e me sentir confortável; ir à praia sem me sentir envergonhada… Isto tudo e muitas outras sensações boas perdi quando voltei a engordar. E voltei e engordar porque fiquei pressa nesta saudade, neste passado, de modo que ninguém mais conseguiu me ajudar da maneira como esta pessoa me ajudou. Estar presa a esta lembrança não abriu mais hipótese para que eu conseguisse continuar com a minha vida numa boa.

Quanto ao futuro, é simples também, ainda não aconteceu e não sabemos como será, por isso não devemos pensar tanto nisso. Apenas pensamos no futuro de maneira prática: fazer planos para conseguir determinado emprego, prepararmos uma reunião que eventualmente iremos ter, preparar a nossa agenda para a semana, enfim, actividades práticas, nada do tipo: Meu Deus, o que será que o cliente vai perguntar? Eu saberei responder? Será que me vai pedir para fazer alguma coisa que não sei fazer? Esses pensamentos nos consomem muito e foram esses tipos de pensamentos que eu tinha no dia-a-dia que fizeram com que a minha ansiedade agravasse.

Não há nada como desfrutar do momento presente, pois quando estamos presos ao passado ou ao futuro, temos a sensação de que o tempo passa e nós não vivemos nada, temos sempre aquela sensação de que não há tempo para nada! Pois não há, não estamos a desfrutar o agora e tudo que ele oferece. Temos que usar o agora para poder ter um futuro mais tranquilo e aproveitar todo o tempo do mundo. Esta foi uma das primeiras lições que tive quando li o livro, ainda não estou a 100% livre dos meus pensamentos tóxicos, mas já melhorei bastante. Quando estes pensamentos vem na minha cabeça, trato de os afastar e passo a não pensar em nada, apenas presto mais atenção à minha respiração. Eu recomendo esta leitura para todas as pessoas, mesmo aquelas que não sofrem de ansiedade ou depressão.

Boa leitura!

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Desafio pessoal 5kg

Hoje começo um desafio pessoal para tentar perder 5kg até o final do mês de julho. A minha estratégia é simples: Redução na alimentação e muito exercício físico.

Ontem passei umas horinhas na cozinha para preparar as marmitas para esta semana e cozinhei:
- Refoguei 300 g de caranguejo tirado;
- Cozinhei beterraba, cenoura, batata-doce e brócolos;
- Grelhei um bife de atum;
- Fiz uma salada de feijão encarnado.

As marmitas que montei foram:
- segunda-feira: Bife de atum com legumes cozidos e farofa de mandioca;
- terça-feira: Salada de feijão encarnado com tomate, cebola, caranguejo
- quarta-feira: Salada de feijão com legumes e farinha de mandioca

A partir de quinta-feira ainda não tenho marmitas montadas e só vou decidir o que fazer na quarta-feira à noite. Para os jantares vou fazer uma sopa de legumes que acompanho depois com uma fruta. Só aqui, pretendo perder uns 2kg! Será que dá?
 
Dá muito jeito tirar umas horas do domingo para planejar a semana, assim só confeccionamos alimentos saudáveis e não caímos na besteira de comer fora de casa.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Mudar aos poucos

A vontade da mudança deve partir de nós e ser apenas por nós, nada de fazer para agradar namorado, marido, família ou amigos, tem que ser por nós!

Não precisa também ser imediata, para este ano, para este verão, enfim... tem que ser no nosso tempo, sem ansiedades para que a adaptação ao nosso novo estilo de vida não se torne em algo temporário.

Os primeiros passos podem ser esses e não custam muito:
1º) Diminuir para 1/4 do prato a ingestão de hidratos de carbono
2º) Fazer caminhadas de 1h em ritmo médio
Deixe-se assim por algum tempo e não fique ansiosa por resultados, as coisas acontecem aos poucos...
Depois:
1º) Trocar os hidratos de carbono simples do primeiro passo acima por complexos: arroz integral, pão escuro e massa integral
2º) Alternar na caminhada um pouco de corrida, uns 30 segundos de cada vez que caminha 3 minutos

Perceberam a ideia? Mudar aos poucos o estilo de vida, sem pressa... Acredite que os resultados aparecerão!

Eu anotei umas listas de mudanças interessantes a serem feitas:
- Acabar de vez com o açúcar refinado, no caso de haver mesmo a necessidade de adoçar algo, usar o açúcar amarelo.
- Acabar de vez com os refrigerantes, mesmo em festas, acreditem são um veneno para o nosso organismo, não ganhamos nada com consumo deste veneno só a indústria que enriquece com a nossa desgraça.
- Tirar um ou dois dias para se ser vegetariana, eu já sou, mas você pode tirar um dia na semana e fazer essa experiência, o meio ambiente agradece. Há receitas tão interessantes na net de pratos vegetarianos! Eu pretendo partilhar os que eu mais faço aqui no blog.
- Abolir as frituras, acreditem que o óleo aquecido é cancerígeno, pretendo falar mais sobre isto aqui no blog.
- No verão abusar das saladas! E no inverno abusar das sopas!
- Andar sempre que houver uma oportunidade, descer uma paragem antes da sua, passear pela cidade, andar, andar, andar, correr, saltar, se mexer!

Em breve mais dicas da minha mudança e os resultados!

Paz para você!




sexta-feira, 14 de julho de 2017

Vamos então arregaçar as mangas!

No início deste ano eu alterei os meus hábitos alimentares e me tornei vegetariana, está a correr muito bem, não tive dificuldade em me adaptar. A carne animal não me fez falta, porém neste verão decidi fazer uma pequena alteração como medida de ajuda para o meu emagrecimento, vou voltar a consumir peixe.

 Na altura que eu perdi peso, eu não era vegetariana e comia muito peixe grelhado, acredito que este foi um grande factor de ajuda, no que toca a alimentação, para que eu obtivesse bons resultados, por isso vou repetir a dose, embora um pouco relutante por causa das minha convicções, mas como é temporário acredito que vá correr bem.

Esta medida vai ser adoptada apenas agora no verão, por tanto vai até meados de setembro e se o tempo bom se prolongar e o frio do Outono não aparecer mais cedo, posso prolongar um pouco mais. É que quando o tempo estiver mais frio vou adoptar as sopas no cardápio.

Só é preciso um pouco mais de consciência para ajustar a alimentação, já percebi que é preciso fazer uma grande redução no que eu consumo para poder conseguir algum peso. Estou a tentar interiorizar o seguinte conceito: o alimento é só para que o nosso corpo busque os nutrientes necessários para um funcionamento saudável, não para andarmos a comer até não poder mais, e a nos entupir com comida que só faz mal (açúcar refinado, gordura polinsaturada, alimentos cheios de substâncias insecticidas, etc). É uma questão de mentalização a habituação a um novo estilo de vida.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Resumo da caminhada

Penso que voltei a encontrar o meu rumo novamente, o choque de ter mudado de personal trainer me chamou a realidade e ainda o choque de estar a passar o verão andando mal vestida, pois as minhas roupas não ficam bem em mim ou mesmo há algumas que nem cabem mais em mim.
 
O verão é a estação que eu mais gosto e como ando insatisfeita com o meu peso, sinto que será passado em branco. Mas se eu me esforçar e trabalhar para valer, ainda consigo chegar até setembro mais satisfeita.
 
Estou a fazer um esforço financeiro e faço duas vezes por semana um treino de meia hora com a personal trainer, nos outros dias é suposto ir às aulas… suposto porque ainda não me encontrei motivada para ir às outras aulas, mas aos poucos vou regressando.
 
O importante nisto tudo é que os resultados têm vindo a aparecer, aos pouquinhos

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Prioridade

Como já sabem eu recuperei todo o peso que havia perdido e uma das caudas para que isto acontecesse foi ter deixado de dar prioridade para as coisas que são realmente importantes para mim.
Passei a ficar até mais tarde no trabalho e deixei de ir ao ginásio e mesmo o clima pesado do escritório só me fazia ficar mais ansiosa e com isto eu andava a comer o que não devia, perdi o foco.
A pesar do nosso trabalho ser importante para a nossa vida, temos que acreditar que há outros e que o mais importante é a nossa saúde física e mental.
Deixei de fazer horas e venho a correr para não perder uma aula no ginásio. Quanto à equilibrar a mente por causa da ansiedade que se agravou neste último ano, ando a pesquisar sobre meditação e equilíbrio de energias, temas que pretendo ir desenvolvendo mais aqui no blog a medida que for conseguindo trazer para a minha vida.
Namaste!

domingo, 21 de maio de 2017

A loucura está de volta

Dos exercícios que mais me ajudaram a queimar gordura o Body Attack foi um deles, é sensacional e muito louco, vale muito à pena.
Este domingo fui experimentar pela segunda vez uma aula chada Strong by zumba que na realidade tem muito de body attack, adorei e não perderei um domingo por nada.
Neste momento tenho o corpo moído mas sensação de dever cumprido.
Experimentem, vale muito à pena. Vou deixar o link do youtube de um resumo de uma aula do Body attack.



sábado, 20 de maio de 2017

Não sei por onde começar…

O melhor é começar por dizer que pode acontecer o que for, eu nunca vou desistir, farei acontecer quantos recomeços forem necessários e este é mais um, só não sei se este novo recomeço vai trazer resultados, mas isso não importa, o importante é persistir.

Nova personal trainer, pois o anterior teve uma conversa franca e acha que as coisas não estão a correr bem e que talvez se eu treinasse com uma mulher me sentisse mais à vontade. O que sei dizer é que fui, primeiramente, senti muita tristeza. Agora sinto um mal estar quando estou lá a treinar, mas também estou a apostar nesta nova etapa.

Este recomeço vai contar com um peso inicial de 92kg, era o que eu tinha no início desta jornada lá em 2013… e pensar que tinha conseguido já estar com 76kg e com uma auto-estima maravilhosa… 


Vamos a isso mais uma vez.

quarta-feira, 29 de março de 2017

Exercício: Not Ok


Ontem não consegui ir correr, pois já cheguei à casa por volta das 21h15m e com fome, não havia forças para sair. E hoje vai ser a mesma coisa, pois vou chegar no mesmo horário. É que está a haver uma greve parcial de transportes.

No entanto, é importante referir que faço todos os dias uma caminhada de 40min. 20min de manhã quando vou da estação até o trabalho e outros 20min no retorno à estação. Ano passado costumava usar o metro para ir da estação ao trabalho, mas este ano optei por fazer a caminhada, que até me obriga a um ritmo acelerado ou chego atrasada.

Se eu estivesse a chegar no horário normal, hoje dava para ir ao ginásio fazer uma aula de RPM (bicicleta) e Tabata (treino intensivo intervalado). Duas combinações bombásticas para queimar muitas calorias. Recomendo vivamente o tabata, basta meia hora ou 20min por dia para ajudar, e se não podes ir ao ginásio há no Youtube muita gente a ensinar, convém que seja um canal de confiança, por exemplo do Bruno Salgueiro que é um profissional da área.

 
Conto poder amanhã regressar ao meu horário normal e se assim for, vou ao ginásio.

terça-feira, 28 de março de 2017

Corrida: Ok

Ontem, eu fazia intenções de ir ao ginásio, mas sai tarde do trabalho e só cheguei em casa às 20h.

Como já não dava para ir ao ginásio, durante o caminho de ida para casa, me comprometi de ir correr com o meu marido. Se não tivesse assumido esse compromisso certamente que não tinha feito nada, por isso o segredo é me comprometer com alguém, com alguém que não aceite desculpas depois, sim, porque quando cheguei a minha vontade era me deitar, mas se fosse lhe dizer isso ele ia ficar chateado.

Hoje vai se passar o mesmo, vou chegar depois das 20h, devo chegar às 20h45m, estou morrendo de sono que até me dói a cabeça, mas vou fazer de tudo para ir correr hoje e até vou já mandar um sms para ele avisando que hoje há corrida!

O que me vai ajudar a ir hoje é a lembrança de como eu me senti ontem depois da corrida, e eu me senti tão bem! Com a sensação de dever cumprido e com o corpo moído, bom para dormir. Hoje quero sentir essa sensação novamente (e tem uma agravante, o meu colega comprou um bolo para o lanche e eu não resisti).

A seguir à corrida, o jantar foi: três colheres de sopa de feijão preto e três colheres de arroz integral. Comparando às porções que costumo consumir esta correspondia a 1/3 do habitual. A sensação de dever cumprido, de trabalho realizado, nem me fez acordar de madrugada com compulsão para ir à cozinha comer qualquer coisa.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Cnsulta com a nutricionista


 Sábado passado fui à nutricionista que é especializada em alimentação vegetariana. Não pesou e nem mediu, pois o objectivo não era o emagrecimento e sim a adaptação à nova alimentação. No entanto, o plano que ela deu vai me permitir ter todos os nutrientes necessários e ainda perder peso.

Ela explicou-me que quem faz a dieta da proteína, como a que eu fiz, passado o tempo da dieta voltamos a ganhar o peso perdido. Este plano alimentar que ela me deu é para usar no meu dia-a-dia e para sempre! Ou seja, não há cá dietas nem sacrifícios, basta seguir e ir adaptando.

Adorei sobretudo porque fiquei elucidada sobre a substituição da proteína animal pelos grãos, que eu adoro: feijão, lentilha, grão-de-bico, etc (eu que pensava que fazia muito mal em comer isso). Quando cheguei em casa fui ver um vídeo sobre isso e descobri que os grãos têm mais proteína e outros minerais essenciais que a carne!

Aproveitei o domingo chuvoso e fui para cozinha fazer os pratos da semana. Como ainda tenho algum peixe congelado no refrigerador e tem que ser consumido, tirei de lá uma caixa com 4 postas pequenas de pescada e cozinhei com cebola, alho e aipo, cozinhei arroz integral, fiz feijão preto com legumes (poucos) e lentilhas estufadas com cogumelos e espinafres! Já tenho almoço para trazer para a semana toda e ao jantar pretendo ainda fazer uma sopa e alternar com batidos verdes.

O saldo da semana passada é neutro, o peso continua o mesmo, pois apesar de ter deixado de fazer asneiras só fui uma vez ao ginásio. Esta semana o desafio é ir mais vezes, todos os dias para ser mais precisa, não só porque o meu corpo precisa, mas porque a minha mente também pede. O exercício físico é ótimo para afastar a tristeza e estar com os amigos nos faz muito bem.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Estar envolvida com a causa

Uma estratégia que me percebi que funciona muito bem comigo nesta tentativa de perder peso é estar a 100% envolvida com a causa, ou seja, ler livros sobre o assunto, assistir vídeos, pesquisar receitas, etc…

Já me tinha apercebido que quando me distraio, lá vem um bolo, ou uma comida menos apropriada. Esta semana me distraí e pumba: Um croissant! Depois vem o sentimento de culpa, derrota e o do “que se lixe”, e aí vira uma bola de neve.

O importante é saber que, se houve distração, não devemos sentir culpa, está feito! Bola para frente, passar uma borracha e evitar distrações… voltar a ler e pesquisar sobre receitas deliciosas e de baixo valor calórico, ler sobre casos de sucesso, etc…

Outra estratégia muito boa é a união com pessoas que estão na mesma luta, elas vão nos manter no foco e nós iremos querer retribuir. Há troca de ideias, de forças, de palavras positivas, de receitas e quando uma pessoa tropeça a outra, normalmente se esforça para dar força à companheira… é por isso que acho que a táctica dos “vigilante do peso” funciona, pena que não tenho na minha cidade. Já tentei criar uma grupo no facebook, mas ninguém aderiu… A minha ideia era fazer daquele grupo no face uma página de diário para colocarmos lá forças umas para as outras, resultados, ideias, receitas… tudo em vídeos e fotos, sendo um grupo fechado penas nós tínhamos acesso, isso para deixar as mais tímidas à vontade.

Actualmente estou a ler um livro sobre um homem que perdeu 50kg, está a me ajudar a manter o meu foco e amanhã vou a uma nutricionista vegetariana, estou a tentar não criar muitas expectativas sobre a consulta para não estragar no resultado, normalmente quando tenho muitas expectativa sobre alguma coisa sai-me furado.

Palavra chave: foco! Pois a dedicação de hoje é o resultado para o manhã!

quarta-feira, 22 de março de 2017

Emagrecer a mente

Eu já tinha ouvido falar de um livro que tem por título “pense magro”,
mas nunca o li. No entanto nem é preciso ler para saber do que se
trata: controlar a mente para emagrecer. Ultimamente tenho andado a
fazer isso de uma certa forma, pois ando a apostar na meditação.

 Eu andava muito ansiosa e com isso a minha necessidade de comer
aumentou muito, sobretudo doces. Mas tenho andado em pesquisar
juntamente com o meu marido na internet sobre encontrar uma forma
diferente de viver em busca da felicidade.

 O desafio de viver hoje em dia é conseguir chegar ao final de cada dia
sem que um único pensamento tóxico nos tenha passado pela mente, o que
é difícil, pois a vida está cada mais a exigir tudo de nós. Temos que
saber interagir com todo o tipo de pessoas e muitas delas nos tiram do
sério.

 Grande parte do meu tempo, eu passo no meu trabalho (como é normal) e
lá o ambiente não é muito feliz. Passamos por inúmeros momentos de
tensão ao longo do dia: gritaria, problemas para resolver por causa de
erros, clientes chatos, telefone que não pára. Para além disso tem o
tempo perdido em transportes e os problemas com os transportes… ao
final de um dia e nossa boa energia está esgotada! E contra isso que
tenho andado a lutar, pois noto que quanto mais me sinto feliz e em
paz menos tenho compulsão para comer.

 Adotei umas estratégias:
- A viagem que faço até ao trabalho dura 30 minutos, neste tempo leio e
venho a escutar umas músicas calmas;
- Vou à pé da estação dos barcos até o trabalho, evito me chatear com os
atrasos do metro e autocarro, e continuo a ouvir a música calma;
- Como sou a primeira a chegar, faço sempre uma oração de agradecimento:
agradeço o trabalho que tenho (muitos não tem), agradeço o meu salário
(muitos ganham menos que eu), agradeço a oportunidade de me relacionar
com os meus colegas que são pessoas que me vão ajudar a evoluir
espiritualmente e agradeço pela minha saúde;
- Ao longo do dia procuro não me chatear com ninguém, isto é mais
difícil, mas trata-se de um exercício diário;
- Em casa, não ligo a TV tantas vezes como era habitual e uso esse tempo
para ver vídeos no youtube sobre espiritualidade, tenho gostado de ver
os vídeos da Monja Cohen e Sadhguru;

 Ainda falta eu cultivar o hábito de meditar, mas ainda não estou a
conseguir desligar a mente quando é necessário, eu sei que é uma
questão de exercício e com o tempo chego lá.

 Eu noto que tentando ficar mais calma a minha compulsão diminuiu
bastante, já não sinto necessidade de preencher um vazio com comida
porque não há vazio, está tudo preenchido com espiritualidade.

 Namaste!

terça-feira, 21 de março de 2017

Medidas

Dando início ao meu projeto, já tirei as minhas medias para preencher no planner. Decidi ficar de olho dos meus resultados de duas em duas semanas, não é muito rápido e nem muito demorado.

Confesso que fiquei um pouco assustada com os resultados, por isso foi mesmo bom me ter medido, só assim para levar um tapa na cara da fita métrica e querer revidar na próxima medição que será dia 03/04/2017.


PESO: 89,900
CINTURA: 98CM
QUADRIL: 123CM
COXA: 73CM
BUSTO: 101CM
BRAÇO: 34CM
IMC: 33,02
Outra medição que acho importante e que não consegui fazer é da massa gorda e massa muscular, tudo porque a balança não quis colaborar... mas não faz mal, para já tenho que me preocupar com o volume.

Espero que consiga inspirar a v
ontade de luta de alguém por aí, se for o caso, anda daí!

segunda-feira, 20 de março de 2017

Planner fitness

Andei a tentar fazer um planner fitness para que serve de incentivo, onde eu poderia anotar os meus objetivos semanais e resultados. A ideia era ser eu mesma a criar no photoshop, mas infelizmente não tive tempo para o realizar...

Andei à procura na internet e encontrei um que está disponível para download: www.michellasouza.com.br


Vou começar já hoje!

Primeiras medidas:
1- Cortar o açúcar!
2 - Não falhar o exercício físico diário
3 - Andar sem dinheiro, para evitar cair em tentação

Eu li uma frase que não lembro quem escreveu, mas dizia mais ou menos assim: eu não tenho medo de falar, tenho medo de desistir. Por isso não podemos desistir nunca!

domingo, 19 de março de 2017

Mais perdida que cego em tiroteio

Já se passaram quase 3 meses depois da minha resolução de ano novo e continuo na mesma, muito perdida. A única resolução que deu certo até agora foi a decisão de me ter tornado vegetariana, não foi difícil.

Difícil está a ser perder todo o peso que eu recupere, depois de há dois anos e meio (mais ou menos) ter conseguido chegar nos 76kg, agora estou com 90kg novamente! Me sinto derrotada e sem forçar para retomar, a sensação que tenho é que minhas pernas estão pressas neste fim de poço e eu não consigo escalar para sair dele. Mas uma coisa é certa: desistir jamais! Nem que eu morra tentando.

Dia 25 de Março vou a uma consulta com uma nutricionista especialista em comida vegetariana, decidi fazer este investimento porque anda meio perdida e ando a consumir em demasia hidratos de carbono, apesar de complexos, mas em grande quantidade, e como não tenho ido ao ginásio este comportamento só tem me prejudicado.

Outro vício do qual preciso me libertar é o do açúcar. Ando muito viciada e não consigo passar um dia sem salivar por algo doce!

Hoje assisti um documentário no NETIFLIX que me deu um impulso e por isso estou aqui a escrever. O título é "Fat, sick and nearly dead" que traduzido é "gordo, doente e quase morto". É sobre um australiano que decide que tem que perder peso para recuar a saúde, enfim... a faz uma dieta de sucos detox durante 61 dias e só consome isso durante esse período. Ele consegue perder mais de 40kg durante este período. Não estou focada em fazer esta dieta, mas tudo o que foi discutido neste documentário me tocou e me fez pesar, sobretudo sobre a minha saúde.

A minha idéia é aumentar o consumo de vegetais e frutas na minha dieta para assim diminuir os hidratos de carbono... eu até tenho mesmo vontade de fazer a tal dieta durante um mês só para perder algum peso e tomar um impulso... mas como passo o dia inteiro no trabalho não é prático fazer isso. O que farei é substituir o jantar pelo suco detox, acredito que já será uma grande ajuda.

A utilização do blog, novamente, também vai servir de incentivo. Uma forma de não me sentir só.